Pular para o conteúdo principal

O Rock e sua história.

A música rock (ou simplesmente rock) é um termo abrangente para definir gênero musical popular que se desenvolveu durante e após a década de 1960. Suas raízes se encontram no rock and roll e no rockabilly que emergiu e se definiu nos Estados Unidos da América no final dos anos quarenta e início dos cinqüenta, que evoluiu do blues, da música country e do rhythm and blues, entre outras influências musicais que ainda incluem o folk, o gospel, o jazz e a música clássica. Todas estas influências combinadas em uma simples estrutura musical baseada no blues que era "rápida, dançável e pegajosa".
No final dos
década de 1960 e início dos anos setenta, o rock desenvolveu diferentes subgêneros. Quando foi misturado com a folk music ou com o blues ou com o jazz, nasceram o folk rock, o blues-rock e o jazz-rock respectivamente. Na década de 1970, o rock incorporou influências de gêneros como a soul music, o funk e de diversos ritmos de países latino-americanos. Ainda naquela década, o rock gerou uma série de outros subgêneros, tais como o soft rock, o glam rock, o heavy metal, o hard rock, o rock progressivo e o punk rock. Já nos anos oitenta, os subgêneros que surgiram foram a New Wave, o punk hardcore e rock alternativo. E na década de 1990, os sub-gêneros criados foram o grunge, o britpop, o indie rock e o nu metal.
O som do rock muitas vezes gira em torno da
guitarra elétrica ou do violão e utiliza um forte backbeat (contratempo) estabelecido pelo ritmo do baixo elétrico, da bateria, do teclado, e outros instrumentos como órgão, piano, ou, desde a década de 1970, sintetizadores digitais. Junto com a guitarra ou teclado, o saxofone e a gaita (estilo blues) são por vezes utilizados como instrumentos solo. Em sua "forma pura", o rock "tem três acordes, um forte e insistente contratempo e uma melodia cativante".
A maioria dos grupos de rock são constituídos por um
vocalista, um guitarrista, um baixista e um baterista, formando um quarteto. Alguns grupos omitem uma ou mais destas funções e/ou utilizam um vocalista que toca um instrumento enquanto canta, às vezes formando um trio ou duo; outros ainda adicionam outros músicos, como um ou dois guitarristas e/ou tecladista. Mais raramente, os grupos também utilizam saxofonistas ou trompetistas e até instrumentos como violinos com cordas ou cellos.

FONTE: WIKIPEDIA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oficina G3: A melhor banda de rock do Brasil ?!

Oficina G3 é uma banda de rock brasileira que leva aos ouvidos de seus fãs músicas com sonoridade pesada e letras marcantes. Dona de prêmios como o Grammy Latino,  conta com músicos excelentes que fazem o bom e velho rock'n roll de forma marcante.
Eu poderia ser neutro nesse assunto, porém, me sinto no direito de dar minha opinião. (Você não é obrigado a concordar comigo.) Sem dúvidas Oficina G3 é uma das melhores bandas de rock da nossa atualidade. 
Veja o vídeo e tire suas dúvidas:

Desciclopédia: Heavy Metal não é para os fracos

Artigo bem humorado extraído da desciclopédia acerca do Heavy Metal e seus seguidores.Como surge um metaleiro?
A princípio, as pessoas apenas pensam que ele está algum tempo sem tomar banho, ou sem dinheiro pro barbeiro. Mas logo começam a notar sua mudança no estilo de roupas: o nerd passa a usar camisetas pretas com desenhos silkados coloridos e nomes de bandas desconhecidas. Juntando com o cabelocomprido, ele vai lentamente se transformando num ser que teoricamente causa mais medo que um menino feio de óculos. Some-se a isso uma dose pesada de musculação (feita por eles pra agora poder dar porrada nos manosemos e pagodeiro, e playboy, já os emos suas vitimas favoritas, não por mérito do metaleiro, mas pelo fato do emo ficar tão triste com a tentativa do metaleiro de te bater, que acaba cortando os pulsos.), eles tornam-se criaturas quase que aversivas, a não ser para o resto da trupe. Na verdade, ele continua sendo zoado do mesmo jeito - mas agora possui cabelo e as vezes respeit…

Paul Stanley: não é peruca, é Implante Capilar

guitarrista e fundador do KISS, PAUL STANLEY foi perguntado, alguns meses atrás em um artigo para uma revista se ele usava peruca. Paul respondeu que não. Recentemente, Paul tem sido visto pela cidade trajando um novo estilo de cabelo bem curto. Ele fica muito bem assim. Mas olhe bem de perto pras fotos e você poderá ver que Paul de fato tem um tipo de implante capilar no globo. Os sistemas de reposição e implantes capilares de hoje em dia mal são detectáveis e Paul provavelmente está usando um dos melhores que existem. Você não pode culpar Paul por negar que ele usa peruca, afinal, tecnicamente não é uma peruca, é um sistema de aplique capilar. Então tá. Além disso, foi muita grosseria da parte do entrevistador perguntar algo assim, tão pessoal, na caruda para Paul. Eu não sei se essa aterrorizante gravura acima mostrando Paul completamente calvo é verdadeira ou não. De qualquer modo, isso é o que se esperaria que Paul parecesse sem o aplique. Por ter quase sessenta anos de idade, P…